Visitantes Online:  1

Home Page » Recanto da Leitura  
 
 
 
 

RECANTO DA LEITURA

 
 
 
 
<<< VOLTAR

  COORDENAÇÃO DAS REUNIÕES À LUZ DA 2ª TRADIÇÃO

Existe um critério pré-estabelecido para a coordenação de uma
reunião do Grupo? Não! O que existem são sugestões para que a reunião atinja
seu objetivo: "mantermos-nos sóbrios e transmitir a mensagem àquele que está
chegando ao Grupo".
Todavia os depoimentos feitos pela ordem de chegada dos
companheiros trazem os seguintes benefícios: * respeito aos companheiros que
estão prestes na abertura da reunião; * evita reclamações daqueles que não
puderam falar, pois o Coordenador é importante diante do tempo; * mantém a
unidade do grupo evitando privilégios, proteções ou manipulações; * evita o
culto à personalidade; * enfatiza nosso bem-estar comum contido na 1ª
Tradição; * estimula a disciplina. Deixar ao coordenador a opção da escolha
dos companheiros para os depoimentos pode acarretar a desunião do grupo
ferido a 1ª Tradição. "Ou nos mantemos unidos ou A.A. morre!"
A preferência na ordem dos depoimentos poderá favorecer formação de
pequenos grupos, com possível hostilidade futura e divisão interna. "A
maioria dos indivíduos não consegue recuperar-se se não houver um grupo"!

GRUPO SIGNIFICA UNIDADE.

Queixas imaginárias poderão surgir facilitando para que o companheiro
insatisfeito retire-se da sala antes do término da reunião induzindo-o
assim, a colocar a personalidade acima dos princípios.
Se o coordenador selecionar os depoentes poderá haver quebra da
espiritualidade e violação da 2ª Tradição, pois o Coordenador, ao selecionar
subjetivamente os depoimentos está praticando atos de governança, vedados
por essa Tradição.
Nem a Conferência de Serviços de A.A. nem sua Junta de Custódios,
podem dar uma única ordem a um membro de A.A. e fazê-lo cumprir; muito menos
puni-lo.
Ao privilegiar uns em detrimento de outros, o coordenador, na
realidade, está adotando posturas de comando, o que é vedado pelo art. 12 da
Ata de Constituição da Conferência de Serviços Gerais.
Pode gerar indisciplina: "Nós, alcoólicos, somos indisciplinados,
então deixe que Deus nos discipline." (LIVRO AZUL).
Poderá acarretar prejuízo para os companheiros que necessitam falar
e que são preteridos pela seleção subjetiva do Coordenador.
Em A.A. um coordenador é um mero servidor de confiança.
Sabemos que ao Coordenador é difícil identificar a necessidade de
cada um para dar prioridade ao depoimento de qualquer companheiro, já que é
igualmente difícil buscar em nós próprios a origem de nossas dificuldades
emocionais, além de haver a possibilidade de manipulação.
O objetivo de nossos serviços é colocar a sobriedade ao alcance de
todos quantos a desejarem.
Fonte: Doze Passos/Doze Tradições, Doze Conceitos, A.A. Atinge a Maioridade,
Livro Azul, Na Opinião do Bill.

Paulo R./ Rio de Janeiro / RJ

Vivência nº 106 - Mar./Abr.- 2007



<<< VOLTAR