Visitantes Online:  19

Home Page » Recanto da Leitura  
 
 
 
 

RECANTO DA LEITURA

 
 
 
 
<<< VOLTAR

  SEMPRE, SEMPRE, SEMPRE: PRIMEIRO A.A.!

12ª: – A Tradição da humildade!

O tema da XXXI Conferência de Serviços Gerais é parte do enunciado da Décima Segunda Tradição, que no seu todo diz o seguinte "O anonimato é o alicerce espiritual das nossas Tradições – lembrando-nos sempre da necessidade de colocar os princípios acima das personalidades". Esta Tradição prega o sacrifício, que é a substância espiritual do anonimato. Acima dos nossos anseios pessoais está o bem comum. Esta é a Tradição da humildade, da humildade verdadeira, que é o próprio anonimato, esse anonimato tão mal interpretado e que é nosso, única e exclusivamente nosso, membros de Alcoólicos Anônimos e não da Irmandade, que deve ser divulgada e não preservada, como muitos pensam.
Quando o indivíduo quebra essas regras do bem-viver na sociedade temos as leis dos homens para puni-los; na nossa Irmandade temos as sanções de um Poder Superior que está sempre vigilante, para mostrar-lhe o caminho a seguir.
Foi exatamente pela renúncia ao prestígio pessoal, que os nossos co-fundadores Bill W. e o Dr. Bob, foram os que mais deram ênfase em nossos princípios. Foi através da renúncia ao prestígio pessoal que o nosso Bill W. recusou receber o título de "DOUTOR HONORIS CAUSA" que uma das maiores e mais famosas Universidades Norte-Americanas lhe ofertara, sonho maior de sua vida assim como também à fábula em dinheiro que diversas companhias cinematográficas norte-americanas lhe ofereceram para filmar a sua vida. Também a recusa a ter o seu retrato estampado na capa da revista "TIMES" quando de uma reportagem sobre A.A. que lhes fora solicitada por Bill W.
Pela renúncia ao prestígio pessoal o nosso Dr. Bob recusou ser homenageado com um rico mausoléu digno de um co-fundador em sua sepultura dizendo simplesmente àqueles que iriam ofertá-lo: "quero ser enterrado como qualquer outro". Imaginem se o Dr. Bob aceitasse esta homenagem! Hoje teríamos milhares de mausoléus homenageando os nossos companheiros que abriram grupos de A.A.
É praticamente impossível falar-se na Décima segunda Tradição, sem falar também na Décima Primeira Tradição, pois ambas se completam. Ambas se referem a nós unicamente, já que a "nossa Irmandade não é anônima".
Alcoólicos Anônimos é uma sociedade tão digna como qualquer outra. Ela não é uma sociedade secreta. Devemos sempre lembrar-nos de colocar "os princípios acima das personalidades"... sempre, sempre, sempre: – primeiro A.A.
Devemos esquecer nossos anseios pessoais de prestígio e poder, em benefício de toda uma coletividade.
Quando ingressamos na Irmandade tivemos que sacrificar o álcool. Tínhamos que fazê-lo para ele não acabar conosco, porém não poderíamos libertar-nos do álcool se não fizéssemos outros sacrifícios. A vaidade, a mania de grandeza tiveram que desaparecer. Tivemos que jogar pela janela a auto-justificação, a auto-piedade e os ressentimentos. Tivemos que nos afastar da desmedida luta pelo prestígio pessoal e os enormes saldos bancários. Tivemos que assumir a responsabilidade por nosso lamentável estado e deixar de culpar aos outros por isso. Porém, isto não foi o suficiente. O sacrifício teria que ir muito mais longe. Outros haveriam de beneficiar-se também.
Começamos assim o trabalho do Décimo Segundo Passo levando a mensagem de A.A. sacrificando o nosso tempo, a nossa energia e ainda nosso dinheiro para que a mensagem chegasse ao alcoólico que ainda sofre.
Hoje nossa visão é que não podemos conservar o que possuímos (sobriedade) se não compartilharmos com os outros os benefícios alcançados. Portanto devemos ter sempre o cuidado de não confundir DIVULGAÇÃO com PROMOÇÃO, que são coisas bem distintas e muito importantes para nós.
Devemos, portanto tomar certas precauções ao fazermos a divulgação de A.A. para que a nossa Irmandade não caia, nem só no ridículo diante do público, como também na antipatia do mesmo se levarmos a mensagem de maneira espalhafatosa não atraindo ninguém.

Zeferino/RJ

Vivência nº 106 – Mar./Abr. – 2007


<<< VOLTAR