Visitantes Online:  20

Home Page » Recanto da Leitura  
 
 
 
 

RECANTO DA LEITURA

 
 
 
 
<<< VOLTAR

  " O GRUPO E SUA FINALIDADE "

No decorrer do tempo nossa Irmandade ficou sendo reconhecida e respeitada mundialmente devido à prática dos princípios aprendidos com a própria experiência dos pioneiros.

Sabemos que a célula mais importante em A.A. de onde emanam seus procedimentos estruturais é o Grupo, este deve ter a aparência e a identidade de seus membros como um todo, seja na tomada de decisões, tanto quanto na obediência dos (36) trinta e seis princípios, ninguém antigo, veterano ou decano que seja, deve sentir-se especial ou pensar que é o oráculo, nada acontece sem que o mesmo concorde.

A mesma regra deve ser por extensão aplicada e orientada para que todos os membros que participam compromissadamente da vida do Grupo, com assiduidade, pontualidade e, sobretudo com responsabilidade, para que possam transmitir por ações em exemplos distintos a seus iguais, para facilitar a prática generalizada da democracia reinante em A.A.
Dessa compreensão que não é plena, nem tenciona contestar qualquer outra forma de ver as mesmas questões do antepor os princípios às personalidades, temos que assumir o compromisso de não permiti que a inspiração ou intuição determinasse o que devemos fazer para frear nossas ambições humanas, no que diz respeito às atividades de A.A. devemos ler, procurar entender, tirar dúvidas e buscar realizações para o nosso próprio crescimento como indivíduos e como Grupo, lembrando que nosso desempenho deve ter compromisso permanente com o esforço à dedicação no sentido de realizar uma coisa bem feita e não uma porção de inícios sem qualquer resultado final, senão frustração.

A prestação de serviços ao A. A. significa, antes de tudo: Responsabilidade, Gratidão, Doação e Amor. Fato que se identifica com facilidade quando se observa o caminho percorrido pelo membro atuante entre o passado nem sempre tão distante, cheio de desacertos, dores e desamores e o momento virtual das (24) vinte e quatro horas e pelo qual após reaprendermos regras de concordância começamos no mínimo, a preparar condições propicias para colher vitórias onde havíamos semeado campos e mais campos de derrotas.

Os princípios de A. A. e em A. A. sempre estarão acima das nossas personalidades, se assim quisermos sobreviver e conviver com qualidade. Por essa perspectiva a experiência de A. A. evidencia que normalmente o afastamento de um membro do grupo é causado por ele mesmo que quis impor em dado momento sua personalidade aos demais, mesmo conhecendo a extensão dos princípios da Irmandade. Algumas lideranças com o tempo desencantam com a Irmandade, quando procuramos observar a razão, percebemos que foram vítimas de si mesmas. O fato se deve a maneira como ele procurou repassar os princípios aos seus companheiros.

Alcoólicos Anônimos nos deu a oportunidade impar de sermos capazes de enxergar nossos erros atuais e nos redimir no ato. Fomos encorajados a dar uma olhada continua sobre nossas qualidades e defeitos e ter o firme propósito de aprender e crescer pelo hábito do autoexame de si mesmo. Foi nos dado a conhecer o poder e a força da prece e da meditação "como alimento e remédio da alma", como de fundamental importância para o crescimento espiritual e, por conseguinte o afastamento definitivo da obsessão pelo álcool.

O exemplo dos nossos primeiros "Iguais" descobriu que levar a mensagem aqueles que sofrem da terrível doença do alcoolismo é a melhor maneira de nos mantermos sóbrios pela prática de todo o Legado da Recuperação em todas as atividades de nossas vidas.
Até aqui nós recebemos a proposta para a verdadeira felicidade, através da renúncia de nós mesmos deixando para trás os velhos hábitos e reconstruindo constantemente o verdadeiro homem novo.

Anônimo - Piritiba




<<< VOLTAR