Visitantes Online:  4

Home Page » Recanto da Leitura  
 
 
 
 

RECANTO DA LEITURA

 
 
 
 
<<< VOLTAR

  *ROTEIRO PARA O DÉCIMO PASSO**/
/*

*/"Continuamos fazendo o inventário pessoal e, quando estávamos errados, nós o admitíamos prontamente."/*

Evidentemente o décimo passo tem um propósito que não se esgota em fazer o inventário, pura e simplesmente.

Seu enunciado começa por "*/continuamos fazendo o inventário pessoal" /*e isto significa que este é um passo que dá continuidade ao outro único passo do programa que nos fala de inventário, que é o quarto passo.

Porque não posso apenas fazer o décimo passo e deixar o quarto para lá?
É porque no quarto passo foi onde descobri a natureza exata de minhas falhas e fazer inventário sem conhecer as razões ou motivações mais profundas de minhas falhas é um exercício de auto-flagelação completamente inútil. O programa é para alcançar a felicidade e não para despertar sentimentos de auto-piedade ou depressão desorientada. Fico com a conhecida máxima filosófica e religiosa: _"conheça-te a ti mesmo!"_

Estabelecido este pressuposto, ou condição necessária, eu deveria, agora, me debruçar sobre o objetivo deste passo: _identificar meus erros e corrigi-los!_

Também não tive como propósito, neste passo, a auto-congratulação e, aliás, devos tomar muito cuidado com o meu velho hábito de "contar vantagens". A matéria-prima da qual se constituia a espiritualidade de AA é a troca de experiências, forças e esperanças, a fim de resolver o nosso problema comum e ajudar outros a se recuperarem do alcoolismo, como diz a apresentação (ou preâmbulo) de nossa irmandade.

Deste modo, o foco do décimo passo é o contínuo aprimoramento espiritual através do exercício mais simples para o crescimento da humildade de um ser humano, que é a imediata admissão de meus próprios erros: "*/e quando estávamos errados, nós o admitíamos prontamente."/*

Todo o décimo passo é, assim, um contínuo trabalho para a preservação da minha escassa humildade (contenção do ego alcoólico) e aprimoramento da minha programação de vida.

Como ferramenta para a preservação da minha humildade e, portanto, contenção de meu ego, condição indispensável para a preservação da minha sobriedade, o décimo passo me apresentou os seguintes tipos de técnica para a realização do inventário pessoal, que aqui eu apresento como eu as entendi:

*1.**O que fazer: *inventário relâmpago**

*Como fazer:* investigando a natureza exata de meu mal estar

*Quando fazer*: sempre que me sinto "enredados" (confuso ou mal)

*Onde fazer:* dentro de minha cabeça, em qualquer lugar

*Porque fazer:* quando estou perturbado, algo em mim está errado

*Para que fazer: *para recuperar a serenidade e o prumo em qualquer situação

*2.**O que fazer: *inventário diário**

*Como fazer:* analisando o desenrolar de meu dia

*Quando fazer*: antes de dormir, antes de minhas orações (Passo 11)

*Onde fazer:* dentro de meu quarto, em meu leito, ou em qualquer lugar

*Porque fazer:* aumenta, paulatinamente, a minha consciência vital

*Para que fazer: *encerrar do melhor modo o dia de hoje e melhorar o de
amanhã

*3.**O que fazer:* Inventários periódicos (semestrais ou anuais)

*Como fazer:* investigando, de forma abrangente, um período de minha vida

*Quando fazer*: com uma regularidade disciplinada, marcar um período do ano

*Onde fazer:* em qualquer lugar, MAS fora de MEUS ambientes de rotina

*Porque fazer:* atualiza a perspectiva que tenho de mim mesmo e de minha vida depois que alcancei a sobriedade e me permite examinar, em perspectiva, as consequências de minhas ações num prazo mais amplo

*Para que fazer: *para corrigir e reparar, permanentemente, os meus erros e o curso de minha vida

Para mim o décimo passo não é um esforço auto-destrutivo insano, através do qual devo me chicotear com fúria por minhas falhas, nem tampouco é um exercício de auto-congratulação, no qual me jacto de meus progressos materiais, não é nada disto. Posso olhar para o décimo passo como o sereno trabalho de uma dona-de-casa que todos os dias cumpre uma rotina de limpeza e organização do seu lar, que assim fica sempre agradável.

Na ativa eu tinha como hábito arraigado a procrastinação, que é o mau costume de deixar tudo para ser resolvido na última hora. Em recuperação preciso cuidar de minha vida como uma dona-de-casa amorosa cuida do lar de sua família, devo estar sempre disposto a colocar em ordem tudo o que estiver bagunçado, e imediatamente. Assim como também devo reconhecer a necessidade de fazer faxinas periódicas mais severas para manter a casa
sempre limpa.

Todos os passos de nosso programa de recuperação são extremamente simples, nenhum é impossível para quem tem um mínimo de boa-vontade e humildade, nossos passos são para seres imperfeitos. Eu sou imperfeito, eles são, portanto, para mim.

O papel do décimo passo é o de contribuir para a minha permanente conexão com a realidade de meu alcoolismo, de suas consequências sobre minha vida, mesmo depois de mais de 23 anos de abstinência contínua, para a aceitação de minha fragilidade como sers humano e da completa dependência de um esforço contínuo e de um Deus amantíssimo para a preservação da minha sobriedade.

Permanecendo permanentemente conectado com a natureza exata de minhas falhas, entendendo a fragilidade de minha condição e aceitando a imensa graça divina que me foi retransmitida através deste programa simples posso me preparar, enfim, para colher os frutos e viver uma vida como sempre desejei e nunca consegui.

Para encerrar vou apenas transcrever as doze promessas de AA que, com certeza, estão sendo cumpridas em minha vida e serão cumpridas para todos aqueles que estiverem dispostos a se dedicar a prática deste programa, com pelo menos dez por cento do entusiasmo que empregavam procurando o álcool.

AS DOZE PROMESSAS DE ALCOÓLICOS ANÔNIMOS

1) VAMOS CONHECER UMA NOVA LIBERDADE E ALEGRIA

2) NÃO IREMOS ARREPENDER-NOS PELO PASSADO, NEM QUEIRAMOS ESQUECÊ-LO POR COMPLETO.

3) COMEÇAREMOS A COMPREENDER A PALAVRA "SERENIDADE" E CONHECEREMOS A "PAZ".

4) NÃO IMPORTA QUANTO DESCEMOS NA ESCADA, POIS PODEREMOS VER O QUANTO NOSSA EXPERIÊNCIA BENEFICIARÁ A OUTROS.

5) AS SENSAÇÕES DE INUTILIDADE E AUTO PIEDADE DESAPARECERÃO.

6) PERDEREMOS O INTERESSE PELAS COISAS EGOÍSTAS.

7) GANHAREMOS INTERESSE PELOS NOSSOS SEMELHANTES.

8) VAI MUDAR NOSSA ATITUDE E NOSSO MODO DE ENFRENTAR A VIDA.

9) MEDO DE GENTE E A INSEGURANÇA FINANCEIRA NOS DEIXARÁ.

10) INTUITIVAMENTE, SABEREMOS CONTORNAR AS SITUAÇÕES QUE ANTES NOS DEIXAVAM PERPLEXOS.

11) DE REPENTE, RECONHECEREMOS QUE DEUS ESTÁ FAZENDO POR NÓS O QUE NÃO PODÍAMOS FAZER SOZINHOS.

12) ESTAS PROMESSAS SÃO EXTRAVAGANTES? ACHAMOS QUE NÃO. ESTÃO SENDO REALIZADAS ENTRE NÓS, ÀS VEZES RAPIDAMENTE, E OUTRAS MAIS DEVAGAR, MAS SEMPRE SE REALIZARÃO SE TRABALHARMOS POR ELAS.



<<< VOLTAR